Buscar

CONSCIÊNCIA E CULTURA

A consciência é a faculdade humana que nos habilita observar, criticar e reagir quando reconhecemos algo oposto à nossa ética.


A cultura é a voz interiorizada das normas do grupo onde vivemos e o canal de informação que nos liga aos outros indivíduos em um universo ainda maior de pessoas.


A consciência é a voz da sociedade em nós e a cultura é a expressão desta voz. Pela enorme influencia de uma sobre a outra é natural afirmarmos que ambas funcionam na prática como uma estrutura única.


Colocado desse modo fica fácil entender como as mudanças culturais impactam fortemente na nossa vida emocional e os riscos de uma cultura não claramente voltada para o bem estar coletivo.


Uma cultura manipulada para fins comerciais é capaz de gerar uma consciência vazia, desconectada de princípios e facilmente manipulável.


O mecanismo de controle social opera através das experiencias dolorosas de vergonha e culpa que sentimos quando não cumprimos a exigência cultural.


Cada pessoa possui um ritmo pessoal de desenvolvimento e maturação, que muitas vezes não corresponde às expectativas culturais do meio ao seu redor. Isto é capaz de gerar crises pessoais de insegurança e tristeza, criando dúvidas acerca da própria saúde e capacidade.


O desenvolvimento do auto conhecimento auxilia na diferenciação do que é originalmente nosso do que nos foi imputado culturalmente. Isto gera maior liberdade para entendermos e lidarmos com os nossos sentimentos, sempre originais e únicos.

Posts recentes

Ver tudo

A RAZÃO E A EMOÇÃO

Acreditamos que para tomarmos decisões acertadas devemos lidar racionalmente com os fatos, tentando ser menos emocionais. Em outras palavras, não confiamos às nossas emoções as decisões mais important

ENTENDIMENTO E AÇÃO

Por muito tempo acreditou-se que a compreensão de situações emocionais seria o suficiente para promover um ganho terapêutico. Foi a valorização do entendimento, da percepção do que está ocorrendo. Par

DESAFIOS NA ERA DIGITAL

Nesses tempos de telefones celulares “inteligentes”, aplicativos, mensagens instantâneas, redes sociais e "games", precisamos estar atentos às implicações dessas mudanças nas nossas vidas emocionais.

  • Facebook Celso Traub
  • Instagram - Celso Traub

© 2018 por Matheus Ganzo